Estúdios Arrudas

Arquitetos Carlos Alberto Maciel e Ulisses Mikhail Itokawa
Colaboração André Resende e Michelle Andrade
Local Belo Horizonte, MG, Brasil
Área Construída 588.20 m²
Projeto 2013

O projeto para o edifício Estúdios Arrudas se fundamenta nos seguintes princípios:

1 – a proposição de espaços internos de grande indeterminação e abertura, originalmente projetados para usos não residenciais, mas capazes de conformar, a partir de pequenos acréscimos e modificações, pequenas unidades de moradia. Essa indeterminação, reforçada pelo pé-direito duplo das unidades, objetiva ampliar a vida útil da edificação ao evitar a obsolescência funcional e constitui, em última instância, uma estratégia relacionada à sustentabilidade em arquitetura.

2 – o reconhecimento do sítio como um acidente geográfico, cuja topografia, modificada por intervenções anteriores, pouco cuidadosas, determinou a geometria e a lógica de implantação da edificação, evitando a rocha existente no terreno e aproveitando a variação altimétrica definida pelo forte declive em relação à rua para implantar o volume construído.

3 – a adoção de estruturas e vedações aparentes, com o mínimo de revestimentos, de modo a caracterizar um volume austero, de grande economia construtiva e fácil manutenção. Tijolo e concreto, ao contrário de materiais industrializados cujos ciclos de produção obedecem à lógica da obsolescência programada, conferem à edificação uma presença mais digna na paisagem, evitando o envelhecimento precoce e constituindo um suporte durável e aberto à apropriação – resistente ao desgaste físico e à obsolescência estética.